Política

Antifascistas desconstroem discurso retrógrado do MBL em contra ato

Compartilhe isso:
Com colaboração do Coletivo  Fotoguerrilha
Ontem (15), movimentos autônomos e antifascistas fizeram um ato de resistência e ação direta contra a mordaça que movimentos de direita pretendem aplicar na educação e no pensamento. O objetivo do ato foi criar um contraponto ao evento organizado no mesmo dia pelo Movimento Brasil Livre (MBL), que na Cinelândia,centro do Rio de Janeiro, se manifestava à favor do projeto fascista conhecido como “escola sem partido”.
Foto: Kauê Pallone/Fotoguerrilha
Com um discurso raso, nacionalista e intolerante, regado de ódio aos antifascistas e aos que lutam contra o sistema capitalista , os integrantes do MBL se agarravam ao contingente da Polícia Militar. A PM fez papel de “segurança privada” do MBL enquanto ambos eram escrachados pelos antifascistas.
 
Os policiais tentavam a todo momento cercar o ato contrário à “escola sem partido”, até chegarem ao ponto de criar uma situação de conflito e em seguida reprimir os antifascistas com bombas de gás lacrimogêneo.
Foto: Bárbara Dias/Fotoguerrilha
Os antifascistas resistiram à repressão e dispersaram sem mais problemas. Já o MBL, ridicularizado pela população que passava na região, resolveu terminar sua manifestação pedindo escolta aos militares.
Confira neste link, mais imagens na cobertura do Coletivo Fotoguerrilha.
Compartilhe isso:

Comente

Comentários

Powered by Facebook Comments